Quinta Lesmona - Susana & Seb

Como já vem sendo hábito, o Ensemble FazMúsica realizou mais um casamento bilingue no dia 20 de Junho de 2009. O cenário escolhido pelos noivos Susana e Seb foi a Quinta Lesmona, que acolheu a nossa música para a Cerimónia Civil e Cocktail.

O alinhamento musical escolhido para a Cerimónia Civil foi:
Entrada do noivo - Canon, Pachelbel
Entrada da noiva - She, Elvis Costello
Alianças – Cantata, Bach
Saída – Imagine, John Lennon
Situada junto a Cascais, às rochas da costa selvagem e às praias que nos conduzem até ao Cabo da Roca - o ponto mais ocidental da Europa Continental, a Quinta Lesmona tem uma localização privilegiada com uma vista bonita sobre os campos de golf da Quinta da Marinha.

Este é o local ideal para eventos como festas de casamento, baptizados ou recepções, podendo viver-se momentos inesquecíveis, envolto de qualidade e requinte, enquanto se desvenda a Quinta envolvida de plena natureza. O extenso relvado, rodeado de árvores e flores, cria um ambiente de calma e frescura.
To the Bride and Groom, Susana and Seb, we wish you lots of luck and happiness for your future together!

13 de Junho - Dia de Sto. António - Quinta da Penha Longa

Regressámos à Quinta da Penha Longa no Dia de Santo António para a cerimónia de casamento da Catarina e do Nuno.
A Quinta da Penha Longa é, por si só, um lugar histórico relevante, por nela se ter construído o primeiro convento da Ordem de S. Jerónimo em Portugal, datando de 1355 e sendo da responsabilidade de Frei Vasco Martins. D. Manuel I aí mandou construir também uma casa de repouso para si, onde guardou luto pela morte da rainha D. Maria, filha dos Reis Católicos. Os reis D. Henrique e D. Sebastião passaram muito tempo nas duas casas que se abeiram do tanque de Adens. Quando as ordens religiosas foram extintas, o convento foi vendido a particulares, sendo o seu segundo proprietário o conde de Penha Longa, Sebastião Pinto Leite, também Visconde de Gandarinha. Durante mais de 600 anos, várias foram as transformações que a Penha Longa sofreu e muitos os edifícios e elementos arquitectónicos nela construídos, tais como o Palácio, a Igreja, a Fonte das Lágrimas, a Fonte de S. Gonçalo e o Palácio do Marquês de Angeja.
Este esplêndido cenário foi o local eleito pela Catarina e Nuno, a quem desejamos as maiores felicidades!

13 de Junho - Dia de Sto. António - Montijo

A Igreja Matriz do Espírito Santo localizada no Montijo, é um templo de grandes dimensões que atravessou várias fases construtivas. Invocado ao Espírito Santo, este templo foi aumentado nos inícios do século XVIII, perdendo alguns traços da sua inicial edificação manuelina. A fachada maneirista da Matriz, de linhas sóbrias, é flanqueada por duas torres sineiras. Os largos cunhais das torres dividem a frontaria em três corpos. No central rasga-se o portal de entrada.
Este magnificente templo recebeu a nossa música, no dia 13 de Junho, para o casamento do Luís e da Vanessa. À entrada do templo, no átrio, pode ser admirado um painel de azulejos representando N. Sra. do Rosário, de 1645. A partir do século XVII, o interior do templo é dividido em três naves (anteriormente de nave única). Estas naves são separadas por arcos de volta perfeita, sustentados por colunas toscanas. Nas naves podemos admirar variadíssimos ornamentos de azulejaria: setecentistas os painéis que representam o Baptismo de Cristo e toda uma série de cenas relativas ao Seu nascimento, Santa Ana e N. Sra., a Virgem, o Menino e S. João Baptista, a Sagrada Família e a Descida do Espírito Santo. Desejamos muitas felicidades!

Paula & Tiago

A Aldeia Galega da Merceana, antigamente denominada Montes de Alenquer, recebeu “de braços abertos” no Dia de Portugal, 10 de Junho, a Paula e o Tiago para a união celestial.
A Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres, apresenta uma espectacular pintura no tecto restaurado, que representa ao centro a "Assunção da Virgem" com motivos vegetais circundantes, oferecendo grande beleza de equilíbrio geométrico e estético. Igualmente se pode apreciar o belo trabalho de talha nos três altares e coro, em branco e oiro, os dois púlpitos e a talha rocaille que ornamenta as janelas. A Igreja de Nª Sª dos Prazeres é de uma só nave. Nas paredes, a partir do chão e até um terço de altura, há um magnífico silhar de azulejos setecentista de painéis figurativos de cenas bíblicas, destacando-se os temas de "As Bodas de Cana", "Abraão e os Anjos", "Elias e o Anjo", "Sacrifício de Isaac", "Multiplicação dos Pães", "Entrada Triunfal de Jesus em Jerusalém", entre outros.
A entrada principal faz-se por um rico portal manuelino em colunas torsas laterais e está protegida e coberta por um simples mas bem dimensionado alpendre.

Acreditem que as palavras não conseguem expressar a alegria que sentimos ao ver a Paula e o Tiago realizar este sonho.
SEJAM MUITO FELIZES!

Igreja Paroquial de Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos

No dia 6 de Junho, levámos a nossa música até à Igreja Paroquial de Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos da Ramada, para o casamento da Tânia e do Jorge.

Igreja construída recentemente, há uma década. Demorou doze anos a ser edificada apresentando linhas rectas, modernas e contemporâneas.


O cocktail, desenrolou-se na Quinta do Rouxinóis, que se situa na encosta da Serra da Malveira, possuindo uma vista panorâmica sob a Praça de Touros e a Vila. No espaço onde outrora se realizaram as famosas touradas da Malveira, ergue-se hoje uma Quinta rodeada pelo encanto natural da serra.

Tânia e Jorge, que este amor que os uniu se multiplique a cada dia desta nova vida que irão começar. Desejamos as maiores felicidades!

Quinta El Carmen - Casais da Serra, Azeitão

Situada no lado poente da Serra da Arrábida, a Quinta El Carmen é um local histórico onde se desenrolou o casamento da Bibiana e do José, no passado dia 30 de Maio. Nesta famosa Quinta, viveu um importante Fidalgo espanhol (castelhano) que havia de se tornar mais tarde no famoso São Martinho ou Frei Martinho de Santa Maria que fundou o Convento da Arrábida.
Este espaço inclui a capela de Santa Maria do Carmo, que foi construída e reparada por Mordomos e com esmolas do povo, antes de 1534, quando os Duques de Aveiro tomaram conta da Coutada da Arrábida, cuidaram das diversas capelas e apoderarem-se delas. A primitiva capela era, segundo uma descrição de 1553, «redonda e oitavada, sem fresta nem alpendre, tendo um tecto de madeira castanho de olival, telhado de valado e arco cruzeiro redondo».
A Senhora de El Carmen ocupa um nicho no meio do retábulo da capela-mor que tem um só altar. É «uma imagem de roca e de vestidos ricos e tem uma proporção de pouco mais de quatro palmos». Aos lados há dois nichos: o da direita, onde esteve, até meados do século, a imagem da Mãe de Deus com o título de Nossa Senhora da Pinha e, no da esquerda, a do Menino Jesus. Desejamos uma vida repleta de paz, harmonia e amor. Muitas Felicidades!