www.facebook.com/ensemble.fazmusica

Ensemble FazMúsica já está no Facebook.

Adere Facebook para te ligares ao Ensemble FazMúsica e conhece todas as nossas novidades...


Rita e Pedro - Farol da Guia, Cascais

A Rita e o Pedro escolheram o dia 25 de Setembro de 2010 para realizarem a sua cerimónia de casamento. O Ensemble FazMúsica participou na cerimónia religiosa que se desenrolou na Capela do Farol da Guia, em Cascais.

Na estrada do Guincho junto ao mar, ao lado do farol da Guia, situa-se a mais antiga ermida de Cascais.

«O mais famoso templo de Cascais quinhentista era sem dúvida a ermida de N. Sra da Guia, erguida junto de um dos mais antigos faróis da costa portuguesa, já referido pelo romance popular Nau Catrineta. (...) Também Damião de Gois na Lisboa Quinhentista, se refere concretamente ao farol e à Capela da Guia. (...)»

Situado a oeste de Cascais, o Farol da Guia começou a funcionar no séc. XVI com candeias de azeite que estavam acesas durante 8 meses por ano, através da Irmandade da Ermida de Nossa Senhora da Guia, construída em 1523, numas terras doadas por D. Luiz de Castro, senhor de Cascais. Em 1537 foi erguida uma torre onde se acendia um conjunto de quatro ou cinco luzes de azeite que se via a grande distancia para ajudar os navegantes. O Farol da Guia actualmente existente, decorre da reconstrução da Ermida de N. Sr.ª da Guia, e foi o segundo do Serviço de Faróis, tendo sido estabelecido em 1761. Caracteriza-se por uma torre prismática branca com cúpula vermelha, de 28 metros de altura, a uma altitude de 58 metros, com um alcance de 15 milhas naúticas. A Capela está contígua ao Farol, ladeada por um adro onde existe ainda um cruzeiro. Apresenta uma estrutura arquitectónica simples, ladeada por duas pequenas sacristias e antecedida por um alpendre. O pórtico manuelino é o primitivo, possivelmente do final do século XVI.

Aos noivos, Rita e Pedro, votos sinceros de uma vida repleta de muita felicidade.

Basílica da Estrela & Quinta do Mira-Tejo

No dia 11 de Setembro de 2010, realizámos mais um casamento que contou com a nossa música em dois momentos distintos e marcantes: a Cerimónia, que decorreu na subejamente conhecida Basílica da Estrela, e o Cocktail, que decorreu na Quinta do Mira-Tejo, um local único e com uma excelente vista sobre Lisboa. Estes foram os dois locais escolhidos pela Tânia e João para o dia do seu casamento.

A Basílica da Estrela localiza-se na cidade de Lisboa. Esta vasta igreja, encimada por uma cúpula, ergue-se no alto de uma colina na zona oeste da cidade, constituindo-se em um de seus marcos.
Na segunda metade do século XVIII, D. Maria I, filha de D. José I, fez voto de que construiria uma igreja se tivesse um filho para herdar o trono. O seu desejo foi satisfeito e a construção do templo foi iniciada em 1779. Infelizmente, entretanto, o menino, baptizado como José, veio a falecer vítima de varíola, dois anos antes do término da construção, em 1790.
O templo apresenta características do estilo barroco final e do neoclássico. A fachada é ladeada por duas torres gémeas e decorada com estátuas de santos e figuras alegóricas. O amplo interior, de mármore cinzento, rosa e amarelo, iluminado por aberturas na cúpula, infunde respeitoso temor. Várias pinturas de Pompeo Batoni adornam o seu interior. O túmulo estilo império, de D. Maria I, que faleceu no Brasil, está no transepto direito.

A Quinta do Mira-Tejo fica localizada na margem Sul do Rio Tejo, no Monte da Caparica a 5 km de Lisboa. Com uma excelente vista panorâmica sobre Lisboa, onde o verde da encosta se mistura com o azul do rio tejo, a quinta do Mira-Tejo é sem dúvida o local agradável e que reúne as condições perfeitas para a realização de qualquer tipo de evento.

Este espaço dispõe de uma sala climatizada para 400 pessoas, pátio e terraço panorâmico sobre Lisboa e situado mesmo em frente ao Mosteiro dos Jerónimos e Padrão dos Descobrimentos, pátio exterior relvado, Suite privada para noivos, entre outros.

Tânia e João, esperamos que a nossa música tenha dado mais cor e alegria ao dia que ficou na memória de todos. Desejamos as maiores felicidades, são os votos do Ensemble Fazmúsica.

Capela do Palácio das Necessidades

No passado dia 4 de Setembro de 2010, na Capela do Palácio das Necessidades, desenrolou-se a cerimónia de casamento da Ana e do Sandro.

O Convento e o Palácio das Necessidades foram construídos entre 1745 e 1750, tendo sido o Convento entregue à Congregação dos Padres do Oratório de São Filipe de Nery, sob ordem do Rei D. João V. A construção fez-se no local da antiga capela de Nossa Senhora das Necessidades, mandada erigir, por volta do ano de 1604, por um casal de tecelões que fugido à peste que matava em Lisboa, no final do séc. XVI, e terá pedido protecção a Nossa Senhora da Saúde, na Ericeira. Com o seu regresso a Lisboa trazem consigo a imagem da Senhora. A imagem da Senhora da Saúde passou a ser ponto de romagem das gentes dos cais de Alcântara e dos marítimos da carreira da Índia, que junto da Senhora pediam pelas suas necessidades, instituindo-se na época uma festa do Espírito Santo ou do Azeite com uma romaria de veneração à imagem de Nossa Senhora que passaria a Nossa Senhora das Necessidades.

Mais tarde, Pedro de Castilho, conselheiro de D. João IV, comprou as casas ligadas à ermida e transformou-as em sua residência. Adquiriu também o assento da ermida e mandou erigir a capela-mor e uma capela interior. Obras que terminaram em 1659. D. João IV que residia no Palácio de Alcântara (na quinta do Calvário), ouvia missa na ermida de Nossa Senhora das Necessidades. Devoção que foi continuada pelos seus filhos D. Afonso (VI) e D. Pedro (II), futuros Reis de Portugal.D. Maria Francisca Isabel de Sabóia, rainha de Portugal, casada em primeiras núpcias com D. Afonso VI e em segundas núpcias com D. Pedro II, ordenou a construção de uma tribuna decorada com talha dourada e da pintura do tecto. A imagem de Nossa Senhora das Necessidades foi enriquecida.

Ana e Sandro, desejamos muitas felicidades e uma vida repleta de muito amor, são os votos do Ensemble FazMúsica.

Quinta do Canavial - 10 de Julho de 2010

O Ensemble FazMúsica realizou mais uma cerimónia, desta feita um casamento civil, no dia de Portugal, 10 de Junho de 2010. O cenário escolhido pelos noivos Liliana e João foi a Quinta do Canavial, em Alenquer.

A Quinta do Canavial dispõe de uma área ajardinada com 2.000 metros quadrados, parque de estacionamento privativo com capacidade para cerca de 300 automóveis e sala equipada com ar condicionado. Situada a 25 minutos de Lisboa e implantada em local tranquilo e acolhedor, a Quinta do Canavial reúne um espaço amplo e convidativo para realização de eventos inesquecíveis.


O alinhamento musical escolhido para a Cerimónia Civil foi:
Entrada do noivo: Everything I do, I do it for you - Brian Adams
Entrada da noiva: Tema do filme "Aladino"
Troca de alianças: She's the one - Robbie Williams
Saída dos noivos- Viva la Vida - Coldplay

Liliana e João, muitas felicidades, são os votos do Ensemble FazMúsica!

Marta e Vitor - 12 de Junho de 2010

O Mosteiro de São Dinis e São Bernardo de Odivelas fica localizado na freguesia de Odivelas, no largo de D. Dinis. É um exemplar de arquitectura religiosa, sendo monumento classificado de Interesse Nacional. Construído a mando de D. Dinis, cujos arquitectos foram os mestres Antão e Afonso Martins, serviu para abrigar religiosos da Ordem de Cister, no século XIII.

Apresenta estilos arquitectónicos góticos, manuelinos e barrocos. Ao longo dos tempos foi sendo alterado, de acordo com as obras e com os gostos de cada época. Da construção inicial, resta apenas a cabeceira gótica com abóbadas de nervuras chanfradas.
Dentro da capela absidial repousa em seu túmulo D. Dinis. Em outra capela, ao lado da epístola encontra-se o túmulo vazio de D. Maria Afonso, filha de D. Dinis. Outra sepultura ainda poderá ser encontrada, mas na capela-mor, onde repousa o infante D. João, filho de D. Afonso IV.

Foi neste lendário Mosteiro, que a Marta e o Vitor, realizaram a cerimónia do seu casamento, no dia 12 de Junho de 2010. O Ensemble FazMúsica deseja-vos as maiores felicidades.

5 de Junho de 2010 - Carla e Ricardo

No dia 5 de Junho de 2010, realizámos mais um casamento religioso e cocktail, na Igreja Paroquial da Enxara do Bispo, seguindo-se o Cocktail na Casa de Reguengos. Estes foram os locais escolhidos pela Carla e pelo Ricardo para celebrar este dia inesquecível. A Igreja Paroquial da Enxara do Bispo, também conhecida Igreja de Nossa Senhora da Assunção, encontra-se situada num local único, já que a Igreja apresenta uma vista que domina toda a povoação e constitui um belo miradouro. A vista que envolve o templo, a riqueza dos seus azulejos e a sua decoração são o cenário ideal para um casamento perfeito.

Não havendo uma data exacta da construção desta igreja matriz, dedicada a Nossa Senhora da Assunção, supõem-se ter sido sagrada em 1534, de acordo com uma placa existente no exterior da mesma. Apresenta azulejos do Séc XVIII na capela-mor, representando cenas da vida de Nossa Senhora, e ainda um arco quinhentista no acesso ao baptistério, uma pia baptismal e duas de água benta manuelinas. Após a cerimónia deslocamo-nos para a Casa de Reguengos para o respectivo Cocktail.

A apenas 30 minutos de Lisboa e a 4 Km da Malveira, a Casa de Reguengos está inserida numa área florestada de 50 Hectares com uma magnifica vista do meio envolvente. Localizada numa zona de grande beleza rural, dispõe de infra-estruturas, recursos técnicos e humanos para realizar eventos como casamentos, baptizados, eventos empresariais e outros, garantindo eventos únicos e memoráveis.

Durante o Cockatil, a pedido dos noivos e porque o tema do casamento se baseava em filmes e bandas sonoras, interpretamos apenas músicas de bandas sonoras, tais como:

Vois sur ton chemin (OST "Les Choristes")
Love Theme (OST "Cinema Paradiso")
Walkaway (OST "Meet Joe Black")
If I Were a Rich Man (OST "Fiddler on the roof")
Summertime (OST "Porgy and Bess" - Gershwin)
Lista de Schindler (OST "Schindler's List")
Tango (OST "Scent Of a Woman")
All I ask of You (OST "Phantom of the opera")
Entre outras...

Carla e Ricardo, que sejam muito felizes, são os votos do Ensemble FazMúsica.